Foco Competitivo

PROJETO FOCO COMPETITIVO

Iniciativa de reforço da competitividade do APL de moda de Divinópolis-MG

 

Segunda Apresentação Pública

 

Primeira Apresentação Pública

 
 
Objetivos
 
Reforçar a competitividade das empresas do APL de moda de Divinópolis
 
• Integrando as perspectivas individuais com uma visão comum aos participantes;
• Iniciando ações coordenadas para a melhoria do entorno.
 
O que esperar do trabalho
 
As empresas se beneficiarão do projeto por meio de atuações que elas sozinhas não poderiam realizar para melhorar o seu entorno competitivo, como por exemplo:
 
• obtenção de uma análise estratégica rigorosa transmitida de forma adaptada à sua escassa disponibilidade de tempo;
• participação em um processo de reflexão estratégica, sem seu âmbito setorial, focado na melhora competitiva;
• contato com outras empresas e com o SEBRAE MG para compartilhar o diagnóstico de sua situação competitiva;
• iniciativa de colaboração em projetos conjuntos de investigação, comercialização, etc, com outras empresas e instituições de apoio;
• ampliar suas redes de fornecedores por meio de ações conjuntas;
• consolidação de partes do processo produtivo para a obtenção de economias de escala entre as empresas;
• programas de formação adaptados às suas necessidades reais;
• atualização e/ou reorganização de institutos ou associações de serviços especializados.
 
Impacto
 
O Projeto Foco Competitivo acarretará um impacto significativo nos municípios que integram este grupo de empresas. São fatores que garantirão o sucesso da iniciativa:
 
• os parceiros do APL de moda de Divinópolis, os sindicatos, secretarias municipais e estaduais;
• a experiência do SEBRAE MG na implementação de políticas de projetos coletivos e na compreensão da realidade econômica e social do APL de moda de Divinópolis.
 
Benefícios gerados
 
• informações atualizadas sobre tendências;
• referências internacionais;
• reflexão estratégica orientada;
• ações de mudança estratégica;
• ações de melhoria do entorno.
 
Calendário

PRIMEIRA REUNIÃO PÚBLICA

O SEBRA-MG e SINVESD estão desenvolvendo em Divinópolis o projeto Foco Competitivo que visa, como o próprio nome indica, reforçar a competitividade das indústrias do vestuário em nossa cidade, além de ampliar o acesso a novos mercados.
No decorrer da implementação do Foco Competitivo o polo de moda de Divinópolis construirá coletivamente a visão estratégica, que reforçará o posicionamento competitivo das empresas por meio da definição de objetivos e ações correspondentes.

O potencial de crescimento do polo de moda de Divinópolis esteve em pauta na última quinta-feira, 28 de abril, ocasião da realização da primeira reunião pública do projeto Foco Competitivo. Este projeto, no âmbito da parceria SINVESD–SEBRAE–FIEMG, visa criar condições para que o polo de moda como um todo e cada empresários confeccionista em particular estejam preparados para aproveitar o expressivo crescimento do mercado do vestuário projetado para os próximos anos.
 
Antônio Rodrigues (SINVESD), Luiz Márcio Santos (SEBRAE) e Afonso Gonzaga (FIEMG)
 
O SEBRAE apóia o desenvolvimento de Divinópolis há muitos anos, mas a partir deste momento o polo de moda ganhará atenção especial para garantir a realização do potencial de crescimento. O SEBRAE mobilizou os melhores colaboradores para conduzir o Foco Competitivo. Assim, o SINVESD e confeccionistas terão todo apoio técnico necessário neste complexo processo de transformar os diversos diagnósticos que já foram realizados no passado em ações estratégicas, que ampliem a competitividade das empresas neste momento de oportunidade.
 
Equipe do SEBRAE
 
PARTICIPAÇÃO
 
A participação dos empresários do polo será fundamental para o sucesso deste projeto tendo em vista que o Foco Competitivo é uma metodologia participativa que dialoga com a realidade local e ao mesmo tempo requer ações coletivas que devem ser processadas no âmbito de cada empresa. Assim, os empresários deixam de ser meros fornecedores de informação para produção de relatórios de diagnóstico e assumem papel ativo na formulação das estratégias e implementação de ações concretas para tornar-se competitivo e ampliar seus negócios.
 
 
Os empresários entenderam o convite e marcaram presença. O JB Palace Hotel ficou pequeno para tantos interessados que lotaram os dois ambientes do auditório.
 
A equipe do SEBRAE continuará visitando os empresários do setor nas próximas semanas, além de entrevistar especialistas e compradores de moda a fim de preparar o conteúdo estratégico que conduzirá a próxima reunião de trabalho prevista para 06 de julho de 2011. 
 

FOCO COMPETITIVO EM MINAS GERAIS

Sebrae-MG identifica modelos de negócios inovadores para nove APLs do estado

Abrir novos mercados para os produtores rurais de Jaíba, Norte de Minas, com a venda de manga Palmer certficada e madura para o consumo. Transformar a região do Circuito das Águas, no Sul do estado, conhecida pelo turismo termal, em um destino que oferece atrativos relacionados à natureza e ao bem-estar. Esses são alguns modelos de negócio propostos pelo Sebrae-MG para aumentar a competitividade, a lucratividade e a sustentabilidade dos pequenos negócios inseridos em arranjos produtivos locais, os chamados APLs, também conhecidos como clusters.

A experiência pioneira começou em 2008, em Nova Serrana, cidade do Oeste mineiro reconhecida como um dos maiores núcleos do setor calçadista do país, com produção anual estimada em 90 milhões de pares. Em 2009 e 2010 foram iniciados outros oito projetos (quadro).

A metodologia do Sebrae-MG para estimular os APLs é chamada de Foco Competitivo. Essa iniciativa permite identificar um modelo de negócio sustentável para o APL a médio e longo prazos. Identificado o modelo, o Sebrae-MG estimula a  formação de redes envolvendo as micro e pequenas empresas, universidades, governo, entidades empresarias, instituições de fomento e de pesquisa.

Os empresários são incentivados a trabalhar em conjunto para reduzir custos e riscos, ao mesmo tempo em que ampliam as chances de alcançar novos mercados e dar maior sustentabilidade aos seus negócios. O estímulo à cooperação e à inovação nos APLs também tem o objetivo de induzir o desenvolvimento socioeconômico das regiões.

Vantagens do APL

Os APLs apresentam algumas vantagens competitivas para os pequenos negócios, como oportunidades de fortalecer o poder de compra, compartilhar recursos, combinar competências e se fortalecer diante da concorrência, a partir de uma estratégia comum de longo prazo. Benefícios deste modelo de desenvolvimento e exemplos de iniciativas de estímulo a APLs na América Latina e na Europa serão apresentados no 6º Clac – Congresso Latino-americano de Clusters, de 16 a 20 de maio, em Ouro Preto (MG). Informações: http://www.clusterlatinoamerica2011.com.

Foco Competitivo

2008: Calçados (Nova Serrana /Centro-oeste)

2009
• Frutas (Jaíba/Norte)
• Móveis (Ubá/Leste)
• Eletroeletrônicos (Santa Rica do Sapucaí/Sul)
• Turismo (Circuito das Águas/Sul)

2010
• Tecnologia da Informação (Uberlândia/Oeste)
• Café (Zona da Mata)
• Moda Íntima (Juruaia/Sul)
• Turismo (Monte Verde/Sul)

Fonte: Assessoria de Imprensa Sebrae-MG – em 02.05.2011